Os Novos modelos Ducatis para 2021 com um codinome misterioso de “Projeto” são novidade da Ducati. Seria um deles Monster water-cooled repaginada?

Novos modelos Ducatis
Novos modelos Ducatis para 2021 (Foto Divulgação)

Segundo os mais recentes registros da empresa Ducati com a NHTSA – Administração Nacional de Segurança de Tráfego Rodoviário dos EUA – a marca está empenhada em três novos modelos de motocicletas a serem incluídas na coleção, que estão sendo inicialmente nomeadas como “Projeto”. A dúvida é onde os modelos de codinome “Projeto 1706”, “Projeto 1706” e “Projeto 1803” se enquadrarão nas linhas de lançamento de 2021 da empresa.

Os registros feitos recentemente pela Ducati na NHTSA tem como propósito a permissão para que os números de identificação dos veículos possam ser decodificados. A empresa tem a intenção de associar os números e letras das placas de identificação dos veículos (VIN) a um significado específico que vão caracterizar os novos modelos “Projeto” assim como os já existentes.

Saiba de tudo sobre novos modelos Ducatis para 2021

os documentos da Ducati e correlação dos modelos com a placa. As novas motocicletas “Projeto” são as novidades a serem lançadas pela marca. (Foto Divulgação

 

O arranjo das placas se deu dessa forma: as três primeiras letras identificam a fábrica na qual a motocicleta foi produzida, por exemplo, MLO para a fábrica tailandesa da marca e ZDM para a fábrica da Ducati em Bolonha. O quarto componente da placa indica a linha ao qual o modelo pertence: Multristrada, Hypermotard, Panigale, Supersport, “Superbike”, por exemplo.

O quinto componente ficou preenchido por um “A” fixo e o sexto faz uma menção mais detalhada à linha do modelo em questão. O sétimo componente indica qual tipo de motor compõe o veículo, o oitavo a potência, o nono é um número de identificação para ser possível conferir a veracidade da placa, o décimo componente indica o ano do modelo e o décimo primeiro a localização da planta.

Veja Também

⇒ Honda CB125F 2021: um exemplo de economia sem afetar na performance

⇒ Nova Honda CBR600RR 2021: muita classe e elegância

Os novos modelos Ducati serão reconhecidos através do número da placa (VIN). As que possuem o quinto código da placa com o “A” fixo determinam todos os modelos que pertencem a mesma linha, inclusive os modelos “Projeto”.

Novos modelos Ducatis para 2021
Ao traduzir o código podemos admitir que muito provavelmente o modelo “Projeto 1803” se refere a uma nova Monster water-cooled para 2021. (Foto Divulgação)

 

Se você observar bem as definições dos códigos VIN, o sexto componente que se refere aos detalhes do modelo que cada moto se enquadra, o “C” para o modelo “Projeto 1803” é o mesmo para os modelos refrigerados à água já conhecidos: Monster 1200 e Monster 821, o que caracteriza claramente que o novo modelo vai cair sob o mesmo tipo de categoria como lançamento em 2021.

Fotos sigilosas dão uma dica em relação a nova motocicleta que está sendo desenvolvido pela marca, que tem tudo para ser uma nova versão do modelo anterior Monster 821, com corpo trabalhado em alumínio.

O outro modelo que também ganhou menção específica no sexto componente da placa é o “Projeto 1706” que será identificado pela letra “L” que não é reconhecida em nenhum outro VIN da linha.

Conclui-se que será um veículo que não tem nenhum equivalente entre os outros modelos e é, muito provavelmente, a nova Multistrada V4, que aparentemente não receberá o mesmo código de identificação das outras Multistradas pois possui um novo layout de motor.

Novos modelos Ducatis
Será que o Will Ducati fará mesmo uma nova versão da Panigale V4 R para o WSBK? (Foto Divulgação)

Legenda: Será que o Will Ducati fará mesmo uma nova versão da Panigale V4 R para o WSBK? Parece que sim.

Detalhes intrigantes do documento e dos códigos das placas demonstram que existe uma versão atualizada do motor Ducati V4 com 1.158 cc. O palpite é que o novo modelo vá compor o modelo Panigale V4. Aparentemente, ele terá um curso mais longo, de 55,2 mm em relação a Panigale original que tem 53,5 mm, para chegar no número revelado de 1.158 cc. O torque seria ampliado caso o modelo seja uma moto de aventura.

Tal configuração minimizaria as rotações de pico e tornaria a potência mais limitada em relação a versão existente Panigale V4. Mas, para todos os efeitos, esse não é um detalhe preocupante quando se trata de uma Multistrada.

Por fim, o modelo “Projeto 1703” ficou um pouco no ar, mas há indícios que podem nos nortear em meio aos documentos da NHSTA. Podemos observar que há uma versão nova do motor V4 de 1000cc que é utilizado pela homologação especial Panigale V4 R WSBK que recebeu o nickname de “segunda etapa” no qual o sétimo código da placa é a letra “U”. O Panigale de 2020 V4 RS possui o mesmo código na placa com a letra “S” para o motor V4 original de 1000cc.

Com seu motor V4 R que não é atualizado há 2 anos, é muito provável que venha uma nova versão por aí já que a Ducati tem a marca de atualizar sua homologação WSBK a cada temporada e vem tentando reaver o título desde que o mesmo foi ganho por Carlos Checa no modelo 1198R, o que já tem cerca de 10 anos.

 

Fonte: Cycleword

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui