Bimota vem com “voltagem” especial, confira

A Bimota está se preparando para surpreender o mundo com dois novos modelos descobertos no salão europeu de motocicletas Eicma, em Milão, na semana passada, ao lado de designs impressionantes para máquinas de quebrar a terra adicionais mais cedo ou mais tarde. Confira um pouco mais em nossa Revista de Automóvel.

A empresa está atualmente desbastando outro centro guiando o modelo visitante da Tesi, definido para aparecer nos próximos dois anos, controlado pelo motor Kawasaki Ninja H2 SX supercharged em linha.

Bimoto vem com alta voltagem. Créditos: Reprodução Twitter

Bimoto vem com alta voltagem. Créditos: Reprodução Twitter

O CEO da organização, Pierluigi Marconi, afirmou o novo modelo durante uma reunião seletiva com a MCN – poucas horas após a apresentação das 2022 KB4 sportsbike e KB4 RC expostas. Um representante da organização então, naquele ponto, afirmou que seria controlada pelo motor de viagem esportivo Euro5 H2 SX da Kawasaki (lembre-se que a Kawasaki possui uma participação significativa na marca).

Leia também: Confira revisão da Triumph Speed Triple 1200 RR 2022

Bimota abre com chave de ouro

“Estamos criando uma coisa genuinamente nova com um corpo Tesi e veremos isso daqui a um ano ou no ano seguinte”, disse Marconi à MCN.

“Até este ponto, Tesis foi feito apenas para o fragmento de jogos”, acrescentou ele, “preferimos colocar o nome Tesi para … espadachins, viajantes e motocicletas assim.”

A declaração de ambos os novos modelos KB4 na feira foi acompanhada pela entrega da nova ideia de direcionamento do ponto central revestido de carbono.

Embora poucos detalhes estejam disponíveis no momento para o visitante Tesi, o motor de quatro câmaras de 998 cc oferece 197,2 bhp garantidos. Independentemente de saber se esta nova ideia terá um controle de jornada dirigido por radar da Bosch semelhante, como seu parente Kawasaki recentemente atualizado, ainda não está claro.

Leia também: Novo BMW G90 o novo carro de luxo da marca

Outras peças do novo modelo

“Nossa maneira de pensar é ter duas linhas de motocicletas”, esclareceu Marconi. “Uma é a linha Tesi e a outra é para modelos mais convencionais. Gostamos de seguir as duas ideias, alegando que embora um esqueleto Tesi tenha uma tonelada de benefícios, para alguns pilotos ainda é uma esquisitice exagerada.

“Além disso, estamos desbastando a linha KB4. Podemos querer mais algumas bicicletas, mas [a KB4 e a KB4 RC] são as duas até novo aviso, mas estamos pensando em mais.”

Passou-se apenas muito tempo desde que Bimota voltou a viver, depois que a Kawasaki comprou uma participação de 49,9% na organização – despachando com o recurso arrebatando o Tesi H2 no show EICMA em 2019.

SOBRE O AUTOR
Marcelo FB
Apaixonado por carros e motos desde criança, hoje compartilho com todos o meu conhecimento que tive. Sigam nas redes sociais.
RELACIONADOS

Deixe seu comentário

© 2022 - Revista De Automóvel