Bugatti pode ser vendida para marca de esportivos elétricos Rimac

O  Grupo Volkswagen  considera a venda da  Bugatti, conhecida por produzir os carros mais rápidos do planeta,  para a especialista em EV,  Rimac,  como parte de uma consolidação das operações de carros de grande volume, assim o modelo  Porsche está destinado a desempenhar um papel integral no negócio.

Bugatti
Bugatti a venda? (Foto Divulgação)

A francesa Bugatti parece próxima de deixar o conglomerado para seguir novos rumos., isso depois de mais de 20 anos de história na Volkswagen como principal marca da performance do grupo.

Conforme a imprensa europeia está em curso a negociação que envolve a venda da fabricante para a marca croata de esportivos elétrico Rimac.

A montadora é conhecida por seus supercarros de alto luxo, foi adquirida pelo Grupo Volkswagen em 1998. Um de seus carros, o Bugatti Chiron Super Sport, é o carro de produção mais rápido do mundo, chegando à marca de 490,48 km/h em agosto de 2019.

Motivos para a venda

Bugatti
Saiba Por que da venda da Bugatti (Foto Divulgação)

A Volkswagen tem como principal motivo, concentrar recursos no desenvolvimento de tecnologias de direção autônoma e veículos elétricos baseados em uma plataforma comum, que batizou de MEB. Entre eles o o crossover ID.4 e o compacto ID.3.

Aparentemente outro motivo para a venda Bugatti tem relação direta com a falta de interesse do grupo Volkswagen em investir na empresa, situação que ficou mais evidente depois da saída de Ferdinand Piech do conglomerado em 2015.

Veja Também

⇒ Mitsubishi Eclipse Cross: modelo aparece com novo visual bastante polêmico

⇒ Novo Corolla Apex 2021 – conheça o novo modelo esportivo do Corolla nos EUA

Porém, a família Piech ainda possui 50% do controle acionário do grupo. Por esse motivo, a única maneira de convencê-los a vender a Bugatti foi tornar a Porsche diretamente beneficiada com o negócio.

Isso porque o Grupo Volkswagen é proprietário da Porsche, que tem 15% de participação na Rimac. Tudo indica, já foram até realizadas negociações com investidores potenciais, mas a pandemia do coronavírus desacelerou os planos.

Conheça um pouco mais sobre o modelo Bugatti Chiron Pur Sport 2020

A fabricante francesa revelou duas novas versões do Chiron em 2020. Uma delas já disponível, chamada Chiron Pur Sport, que tem ênfase na aerodinâmica, com redução de peso e distribuição de potência, resultando e mais agilidade.

Com uma missão importante para um carro que passa dos 490 km/h (440 km/h na versão de rua).

Com o mesmo motor 8.0 W16 quadriturbo, porém com nova calibração para a transmissão automatizada de dupla embreagem, e 7 marchas.

Já sua potência continua a ser de 1.500 cv, o corte de giro está 200 rpm mais alto do que no Chiron, alcançando os 6.900 rpm. Além do mais, a relação de marchas foi encurtada em 15% para melhorar a entrega de potência e a resposta do motor, o que converte em uma elasticidade 40% melhor.

Tudo isso debaixo da carroceria levemente revisada, com sua nova frente otimizada para melhorar a aerodinâmica, com entradas de ar maiores e grade alargada.

Com um design renovado é complementado pelo sistema de escape feito em titânio por impressora 3D, resistente a temperaturas altas e extremamente leve, junto com a altura reduzida do veículo, para melhorar o equilíbrio na frente.

Trazendo muita agilidade e dinamismo em suas curvas.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui