Carro Renault Zoe foi um dos queridinhos do Brasil quando chegou, até por conta do preço que veio ao país e que valia muito a pena para um carro elétrico, anos se passaram e agora o Renault Zoe se torna um dos vilões para a ideia mais sustentável de ter um carro elétrico.

Carro Renault Zoe
Carro Renault Zoe saiba se vale a pena compra um (Foto Divulgação)

É fato que na época o dólar estava a 3,17 e agora está quase o dobro desse valor, mas será que justifica o valor tão alto cobrado por esse carro?

Veja Também

⇒ Jeep terá SUV produzido 100% no Brasil

⇒ Buscando segurança? Conheça as opções de seguro de carros barato

Vamos então aos fatos: de fato houve um aumento no valor dos veículos elétricos em várias montadoras de carros elétricos, mesmo com a isenção de impostos aumentando em vários países europeus, como na própria França que a Renault tem sua sede, mas a lei do mercado é a da oferta e da demanda, então é normal mesmo que haja um reajuste no preço devido ao grande número de pessoas que requisitam o carro, até porque produzir um elétrico de fato não é muito barato, não a toa se formos comparar os carros elétricos com os normais, veremos uma diferença de mais de 100 mil reais pelo fato do carro ser elétrico, no entanto será mesmo que esse reajuste é o responsável pelo abismo de preços que vemos entre o preço desse carro em 2019 e 2020?

O abismo de preço do carro Renault Zoe entre 2019 e 2020

Carro Renault Zoe
Carro Renault Zoe teve um aumento considerável (Foto Divulgação)

Primeiramente para quem não sabe, o Renault Zoe chegou ao mercado brasileiro no ano de 2019 depois de anos na Europa com o valor de 147.990 na versão mais barata do elétrico, que já não era tão barata, mas para um carro do nível não era um preço ruim, no entanto em 2020 esse carro teve um aumento de mais de 50 mil reais, custando atualmente em sua nova versão 203.678 reais.

Na Europa o valor desse carro foi de 365 euros. Isso mesmo, 365 euros que em cotação atual significaria 2000 reais de diferença e aí eu pergunto: será que cola a desculpa da desvalorização da moeda se nem mesmo a diferença de preço chega perto? Obviamente que não.

Outra coisa a se destacar é que esse carro não mudou em quase nada, continua o mesmo carro, com o mesmo conceito, mesma tecnologia.

Cabe então se pensar se vale a pena comprar esse carro em sua nova versão com mais de 50 mil de diferença para se ter o mesmo carro que o da antiga versão?

Nós sabemos muito bem como as marcas de carro precisam lucrar muito, mas mentir na cara dura do povo que a culpa é da desvalorização do Real é uma vergonha.

A marca sabe que não vai vender e quer empurrar o carro em um preço absurdo e o mais engraçado é que tem quem compra.

De qualquer forma esse carro continua mais barato que a concorrência, mas ainda vale a pena a versão anterior.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui