Citroen C5 Aircross: com e motor de 228cv e visual novo, modelo quer ganhar nome no mercado

O Citroen C5 Aircross foi apresentado em 2018, durante o Salão de Paris, com os executivos da marca dizendo que o SUV médio seria lançado no Brasil.

No entanto, apesar de ainda não ter chegado no país, a fabricante francesa já renovou o carro, mostrando uma nova reestilização de meia vida.

Por fim, para entender melhor, confira as principais novidades presentes no Citroen C5 Aircross, que quer tomar de muito concorrente.

Citroen C5 Aircross 2022 – Mudanças no seu visual

A mudança mais substancial do Citroen C5 Aircross ocorreu em sua frente.

Dessa forma, nesse lançamento ele não possui mais os faróis duplos, sendo seu novo conjunto praticamente um só, com a iluminação diurna em LED sendo duas linhas vindas da grade e que estão por cima dos faróis.

Sem dúvidas, foi uma mudança bastante curiosa, pois a Citroen iniciou a tendência dos faróis duplos ao lançar a segunda geração do C4 Picasso em 2013.

Aparentemente, os carros estão utilizando cada vez mais barras de luz. Mas essa da Citroën possui uma diferença, pois, em vez de ser uma linha contínua, as duas linhas de grade são pontilhadas, fazendo chegar no logo da Citroën.

Até porque, isso cria um efeito muito legal e incomum, o que a marca ama fazer.

O para-choque dianteiro também foi redesenhado para dar a impressão de que é um carro mais largo, um efeito causado também pela entrada de ar inferior maior.

Além disso, aberturas verticais nas laterais substituem as partes quadradas do C5 Aircross que existiam antes do redesenho. Eles estão lá para aumentar a circulação de ar, o que melhora a aerodinâmica.

As mudanças na traseira são menos perceptíveis, pois as lanternas traseiras são do mesmo tamanho.

Por fim, a carcaça realmente passou por outra mudança com o objetivo de melhorar a aerodinâmica. Por fim, traz novas rodas de 18 polegadas e pintura preta no bagageiro e nas capas dos retrovisores.

Parte dentro

No interior, a Citroën colocou uma central multimídia com tela flutuante no console central.

Como resultado, ele não possui mais aberturas nas laterais de sua tela sensível ao toque, pois foram movidas para a parte inferior para dar espaço para a tela crescer até 10 polegadas.

Felizmente, seus controles são autônomos e não integrados ao sistema.

Contudo, não possui uma alavanca de transmissão, utilizando apenas um pequeno interruptor para selecionar marchas.

Por fim, seus bancos são ventilados e com massageador, e, não menos interesse, seu acabamento é de Alcantara e couro perfurado nas versões mais caras.

Motorização presente no novo Citroen C5 Aircross

O Citroen C5 Aircross passou a dispor do novo câmbio automático de seis marchas com motor 1.6 e perdeu as versões com o 1.5.

A sua transmissão, batizada de EAT6, possui conversor de torque, sistema de inércia reduzida e gerenciamento eletrônico e hidráulico.

Dessa forma, itens que reduzem as perdas nas trocas de marchas, deixando-as mais rápidas e suaves.

Além disso, ele dispõe dos modos Drive (até 7% de economia), Sport (ênfase na performance), Eco (até 5% de economia na cidade) e individual.

Eles são muito úteis, pois alteram as mudanças de marcha de transmissão.

Considerações finais

O Citroen C5 Aircross sem dúvidas é um veículo luxuoso que vai surpreender os clientes mais exigentes.

Quais mudanças você mais achou interessantes?

 

SOBRE O AUTOR
Yasmin Vitoria
Sou amante de carros e motos desde sempre, hoje compartilho conhecimentos com todos vocês. Adoro escrever sobre diversas coisas, mais hoje faço parte da equipe do site revista de Automóvel. Aqui nosso intuito tentar levar os melhores artigos sobre carro, caminhão e motocicletas.
RELACIONADOS

Deixe seu comentário

© 2022 - Revista De Automóvel