Elétrico BYD D1: carro de aplicativo elétrico desenvolvido pela 99

O novo lançamento da 99 promete uma autonomia superior a 300km, sendo um carro feito focado para motoristas de aplicativo.

A princípio, o novo carro elétrico terá um valor bem salgadinho, algo próximo dos 250 mil reais, será que isso vai dar certo no Brasil.

Embora a ideia seja boa, o elétrico BYD D1 vai ter que se adaptar muito ao perfil brasileiro, onde claro, muitos detalhes ainda precisam ser observados.

Por fim, para entender melhor, veja tudo o que você precisa saber sobre o novo carro elétrico BYD D1.

O que é o elétrico BYD D1?

O BYD D1 é um carro elétrico desenvolvido pela Didi Chuxing., empresa de tecnologia chinesa responsável pelo desenvolvimento do aplicativo de motoristas 99.

Dessa forma, saiba que a Didi Chuxing. diz que já possui planos comerciais para o seu novo produto aqui no Brasil, o carro será vendido a locadoras de veículos.

O público base seria os motoristas de aplicativo e empresários que viajam a negócios, e precisam de um veículo para se locomoverem.

Realmente a ideia é muito boa, mas será que isso daria certo no Brasil? Bom, o executivo da empresa afirma que sim.

Uma fábrica do BYD D1 no Brasil?

O executivo da Didi Chuxing afirma que a empresa veio para ficar, a princípio as primeiras unidades seriam importadas.

No entanto, o executivo considera a possibilidade de implantar uma fábrica no Brasil algo totalmente viável.

Veja o que ele disse:

“Sempre digo que a BYD não veio ao mercado brasileiro para apenas importar automóveis. Nossos planos são ousados e pretendemos ter no futuro uma fábrica no Brasil. Mas, que essa meta se concretize, precisamos atingir um volume de vendas no mercado para que a operação tenha ponto de equilíbrio”

O preço de um carro elétrico BYD D1

A princípio, esse será o primeiro obstáculo da empresa, o carro possui um valor relativamente alto, algo um tanto inacessível.

Ou seja, existe sim a possibilidade de dar muito certo, porém não será algo que vai acontecer com rapidez.

Em resumo, pagar mais de 250 mil reais em um carro elétrico não é uma realidade comum das locadoras brasileiras.

No entanto, não estamos falando por todas as locadoras, com certeza algumas dezenas irão aderir a compra.

A autonomia do carro

Agora vamos dar um ótimo motivo para comprar o carro da montadora chinesa, a princípio você teria uma autonomia de mais de 300 km.

Assim, com a alta dos combustíveis, uma autonomia como essa é praticamente algo dos “céus”, principalmente para os motoristas de aplicativos.

A empresa chinesa garante que a autonomia mínima do seu carro seria essa, olhando por este lado a empresa pode sim garantir espaço no Brasil.

Conclusão

A proposta da empresa realmente é boa, mas muitas mudanças vão precisar ocorrer para que o carro elétrico BYD D1 realmente ganhe espaço em nosso país.

O que você acha dessa ideia? Acha que ela poderá dar realmente certo aqui no país?

 

SOBRE O AUTOR
Yasmin Vitoria
Sou amante de carros e motos desde sempre, hoje compartilho conhecimentos com todos vocês. Adoro escrever sobre diversas coisas, mais hoje faço parte da equipe do site revista de Automóvel. Aqui nosso intuito tentar levar os melhores artigos sobre carro, caminhão e motocicletas.
RELACIONADOS

Deixe seu comentário

© 2022 - Revista De Automóvel