Fórmula 1 de 2022: Mercedes-AMG revela carro totalmente novo

Prévia da Fórmula 1 de 2022: Mercedes-AMG revela carro totalmente novo

Avaliamos as posições das 10 equipes antes de 2022, à medida que começam a revelar seus novos carros revolucionários como fez a Mercedes-AMG

Esqueça os anos de domínio da Mercedes-AMG , esqueça o furor em torno do final de 2021 e, acima de tudo, esqueça a dificuldade frequente que os pilotos de Fórmula 1 encontraram em seguir e ultrapassar uns aos outros. Porque estamos em 2022, a temporada da F1 em que a fórmula sofre sua maior mudança em quase meio século.

Os carros foram projetados especificamente para melhorar o show, com a aerodinâmica sobre a carroceria trocada por aerodinâmica de efeitos de solo sob a carroceria. Essa mudança geral no design dos carros também cria a primeira oportunidade real para a ordem competitiva mudar drasticamente desde 2014, e muitos deles têm falado sobre suas chances.

Aqui, analisamos como a terra está antes do início da temporada de 2022 no Bahrein em 20 de março, com as equipes listadas em ordem de quando desembrulhou seus novos carros emocionantes.

4 February: Haas-Ferrari

Teríamos chamado a temporada de 2021 da Haas de uma vergonha total e absoluta se ela não tivesse avisado publicamente a todos que estaria dolorosamente fora do ritmo ao abandonar o desenvolvimento de carros e se beneficiar dos recursos novos que tem jogar pacote de regras.

Mas pelo menos não foi um desastre totalmente absoluto, dando aos pilotos novatos Mick Schumacher e Nikita Mazepin um ano de experiência inestimável.

Então filho de Michael previsivelmente derrotou o filho do oligarca, mas Mazepin simplesmente precisa controlar a diferença de ritmo se quiser receber um pingo de respeito. E o ritmo é ainda mais vital para a equipe Haas como um todo: se o carro de 2022 não conseguir devolvê-lo aos pontos, seu dono homônimo provavelmente jogará a toalha também.

Foto 9 fevereiro: Red Bull Racing

Mas Mercedes-AMG começou a primeira era turbo-híbrida em uma liga completamente diferente do resto do campo e levou oito anos para alguém subir ao seu nível, mas a equipe que conseguiu foi a poderosa Red Bull.

Esse sucesso foi em grande parte graças às unidades de potência da Honda – mas não haverá marca japonesa nos carros azul-escuros este ano, já que o fabricante, de forma bastante bizarra, decidiu sair da F1.

Felizmente, Sakura continuará a fornecer a Red Bull (e a equipe irmã AlphaTauri) este ano antes que Milton Keynes assuma a produção de motores.

E à medida que as regras aerodinâmicas mudam, apostamos que, se alguém puder explorá-las ao máximo, será Adrian Newey, então espere que os Red Bulls do recém-coroado campeão mundial Max Verstappen e seu ‘ministro da defesa’, Sergio Pérez, estar no topo novamente.

Foto 10 fevereiro: Aston Martin-Mercedes

Aston Martin em sua estria não foi como previsto, decido a mudanças na regras.

Então, a equipe teve comemora alguns pontos positivo, por conseguir um belo primeiro pódio no Azerbaijão, graças a Sebastian Vettel. O quádruplo campeão e sua base de fãs em rápido crescimento esperam que a Aston Martin tenha vontade ser mais competitiva possa cumprir sua promessa de competitividade (afinal, seu objetivo final é o título) para reprimir legado.

Agora quem vai ser seu comparsa de equipe Lance Stroll (engraçado isso), mas ordem partiram do seu chefe que mudou.

Foto 11 Fevereiro: McLaren-Mercedes

A cortesia de um rejuvenescido Daniel Riccardo.

Deveria fazer uma festa sua primeira vitória esse menino Lando Norris contra Sochi.

Mas vantagem aconteceu alguns sérios problemas financeiros nos bastidores. Muita coisa boas são devidos a Zak Brown e sua equipe. Ele sabe poderia mais nessa temporada? Junto com seu amigo de equipe.

Foto 14 fevereiro: AlphaTauri-Red Bull

O piloto Pierre Gasly correu em Monza em 2020 não foi por acaso, pois marcou uma série de pontos ao longo do ano e às vezes foi o terceiro mais rápido.

Você vai lutar para encontrar alguém que gosta  de F1 que não se frustre que equipe possa manter isso em novos mundiais. Mas Yuki Tsunoda terá que ser mais rápido e muito – e, de fato, manter seu lugar.

Foto 15 fevereiro: Williams-Mercedes

O ano passado foi um divisor de águas para a equipe britânica, que há muito vem desaparecendo na sombra de seu glorioso antigo eu, quando começou sua nova vida sob o controle de uma empresa de investimentos americana em vez da família Williams e George Russell, o jovem que havia retornado a ele alguma positividade com suas performances consistentemente estelares, dirigiu um carro azul pela última vez.

Seu substituto ao lado do anônimo Nicholas Latifi será Alexander Albon, o talentoso anglo-tailandês ganhando um merecido adiamento. Com o novo dinheiro por trás, esperamos que a Williams esteja em uma posição muito melhor em 2022.

 

SOBRE O AUTOR
Yasmin Vitoria
Sou amante de carros e motos desde sempre, hoje compartilho conhecimentos com todos vocês. Adoro escrever sobre diversas coisas, mais hoje faço parte da equipe do site revista de Automóvel. Aqui nosso intuito tentar levar os melhores artigos sobre carro, caminhão e motocicletas.
RELACIONADOS

Deixe seu comentário

© 2022 - Revista De Automóvel