Honda City 2021: Tenha uma visão de preços e desempenho

Honda City 2021: Tenha uma visão geral de preços, modelos e desempenho.

Apesar da predominância de sedãs de médio porte, os modelos compactos também têm um lugar no mercado automobilístico. O Honda City 2021 se estabeleceu como um dos modelos mais vendidos da sua categoria, e quando chegou com uma nova linha, trouxe também boas notícias.

Com um preço inicial de 67,8 mil reais, o City 2021 difere do modelo anterior em sua aparência visual (inspirada em seu irmão, o Honda Fit), um interior com novos detalhes e uma lista de equipamentos mais rica em todas as variantes de modelos.

Estas novas características foram introduzidas no início do ano passado para garantir boas vendas, até mesmo após o lançamento dos novos modelos.

Você conhece todos os detalhes da nova Honda City? Dê uma olhada:

Honda City 2021 – detalhes

O Honda City apresenta faróis LED e faróis de neblina, uma grade frontal redesenhada, um para-choque redesenhado, novas rodas de liga leve de 16 polegadas e um para-choque traseiro redesenhado.

O interior apresenta um novo sistema de entretenimento com tela tátil, novo estofamento do assento e acabamentos pretos no câmbio.

O Honda City também oferece novos recursos de segurança padrão. Entretanto, ainda carece de características importantes, como equipamentos de estabilidade, controle de tração e assistência à partida em colinas.

O Honda City tem um perfil mais aerodinâmico, uma grade cromada com faróis mais dinâmicos, para-choques com faróis de neblina integrado, luzes traseiras divididas e um friso cromado no porta-malas.

As rodas de 15 polegadas estão disponíveis apenas na versão DX, enquanto as outras são equipadas com rodas de 16 polegadas em um design moderno.

No interior, o Honda City apresenta uma fachada metálica de cor tungstênio e uma faixa central preta brilhante nas versões EX e EXL.

O painel de instrumentos atualizado agora continua com três mostradores redondos iluminados por LEDs azuis, e dois slots com um sinalizador que muda para verde quando o veículo está no modo de economia de combustível.

Além disso, um display digital mostra o consumo de combustível, nível de combustível, quilometragem, alcance, e outros dados. As versões EX e EXL apresentam um volante com três raios com controles para o computador de bordo, sistema multimídia e telefone, câmbio borboleta (padlle shifts), acabamento metálico e revestido de couro.

Veja Também

⇒ Kia Sonet: aguarda chegada ao Brasil, mas já deu as caras no Uruguai

⇒ Você sabe como funciona o bafômetro?

O ar condicionado é automático e possui controles por toque na tela e acabamento em preto brilhante. O equipamento multimídia inclui uma tela tátil de 7 polegadas, Android Auto, Apple CarPlay, navegação GPS e controle por voz, que se aplica ao nível mais alto da linha.

Honda City 2021 – Novas características

À frente da nova geração, o Honda City recebe poucos recursos novos, mas ainda carece dos muito exigidos recursos de segurança do pacote VSA, tais como controle de tração, estabilidade e assistência à partida em ladeiras.

O Honda já oferece algumas características padrão, como faróis eletricamente ajustáveis, sensor crepuscular e um porta-revistas atrás do assento do passageiro.

A versão LX recebe uma central de multimídia de 7 polegadas com Android Auto e Apple Carplay, uma câmera de visão traseira e quatro alto-falantes no sistema de áudio.

A versão EX só recebe o porta-revistas atrás do assento do motorista, enquanto a versão EXL topo de gama recebe um espelho retrovisor fotocrômico.

Honda City 2021 – versões

  • Honda City DX 1.5 MT 2021
  • Honda City Personal 1.5 CVT 2021
  • Honda City LX 1.5 CVT 2021
  • Honda City EX 1.5 CVT 2021
  • Honda City EXL 1.5 CVT 2021

Honda City 2021 – preços

  • Honda City DX 1.5 MT 2021 – R$ 75.000
  • Honda City Personal 1.5 CVT 2021 – R$ 81.100
  • Honda City LX 1.5 CVT 2021 – R$ 91.100
  • Honda City EX 1.5 CVT 2021 – R$ 96.600
  • Honda City EXL 1.5 CVT 2021 – R$ 102.700

Honda City – motor

Como outros modelos da marca japonesa, o Honda City só está disponível com o motor 1,5 i-VTEC, que faz parte da última geração de motores da empresa. Versões mais avançadas estão disponíveis no exterior, incluindo uma versão de injeção direta de combustível com 130 cavalos.

O pequeno motor de quatro cilindros em linha com tecnologia VTEC abre e fecha as válvulas com um único comando, dependendo da quantidade de combustível.

No sistema VTEC, 16 válvulas operam em altas rotações quando o carro precisa de mais potência, enquanto apenas oito operam em baixas rotações para aumentar o torque nestas condições.

A tecnologia FlexOne é instalada no 1,5 i-VTEC do Honda City  e inclui pré-aquecimento de combustível frio, que elimina o reservatório de combustível do compartimento do motor, que até recentemente era usado e ainda exigia um local separado para enchimento.

O motor 1,5 i-VTEC é capaz de 115 cv a 6.000 rpm na gasolina e 15,2kgfm a 4.800 rpm no mesmo combustível. No etanol, o motor desenvolve 116 cv a 6.000 rpm e 15,3 kgfm a 4.800 rpm.

Ele opera com uma caixa de marcha manual de cinco velocidades, mas a Honda City é preferida para sua transmissão CVT de sete velocidades, que só está disponível nas versões LX, EX e EXL, estas duas últimas com câmbios borboletas.

Honda City 2021 – desempenho

  • Honda City MT 2021 – 10,2 segundos e 180 km/h
  • Honda City CVT 2021 – 11,3 segundos e 175 km/h

O 2021 Honda City tem um bom desempenho. O sedan compacto japonês tem tido um bom desempenho desde que a primeira geração surgiu no Brasil em 2010. Entretanto, vale lembrar que o modelo é muito mais antigo, mesmo comparado ao Fit, pois foi lançado em uma plataforma já utilizada pelo Civic nos anos 90.

Após o lançamento do Fit em 2001, Honda decidiu mudar o City, anteriormente chamado de Aria.

Durante os primeiros anos, a marca evitou oferecer este modelo como um derivado do Fit, lançado em 2003, devido a sua aparência pouco atraente.

O Honda City  é alimentado apenas pelo motor 1,5 i-VTEC. Este motor responde bem em baixas rotações graças ao sistema VTEC, que utiliza apenas oito válvulas em baixas rotações para fornecer mais torque.

Ele responde rapidamente à demanda e funciona de forma suave. É flexível e tem uma boa faixa de potência e torque em toda as faixas de rotações, proporcionando conforto adicional na hora de conduzir. Este motor também tem um baixo nível de ruído e é bastante robusto e pode durar centenas de milhares de quilômetros se forem feitas apenas as revisões manuais.

Com uma caixa manual de cinco velocidades, o Honda City tem uma engrenagem de marcha mais ágil, que se movimenta rapidamente e pode ser usada com total vantagem para saídas e retomadas com total segurança. A caixa de câmbio se desloca de forma suave e precisa, com boa modulação.

Esta combinação permite que o sedã acelere de 0-100 km/h em 10,2 segundos e atinja uma velocidade máxima de 180 km/h. Em termos de consumo de combustível, o modelo atinge 8,6 km/l e 10,3 km/l de etanol na cidade e na autoestrada respectivamente. Com gasolina, ele atinge 12,4 km/l e 14,6 km/l, na cidade e na estrada respectivamente.

Quando equipado com a transmissão CVT, o Honda City está realmente na sua melhor versão. O sedan foi certamente projetado para este tipo de caixa de câmbio, que se encaixa perfeitamente em sua proposta.

Em condução linear, a transmissão com polias variáveis e correias de aço proporciona uma impressionante manutenção de rotação, de modo que o modelo atinge quase 80 km/h a 1.500 rpm. A 110 km/h, chega a 2.000 rpm, o que significa conforto, economia e baixo ruído interno.

No geral, o 2021 Honda City tem boas características de manuseio.

 

5/5 - (1 vote)
SOBRE O AUTOR
Yasmin Vitoria
Sou amante de carros e motos desde sempre, hoje compartilho conhecimentos com todos vocês. Adoro escrever sobre diversas coisas, mais hoje faço parte da equipe do site revista de Automóvel. Aqui nosso intuito tentar levar os melhores artigos sobre carro, caminhão e motocicletas.
RELACIONADOS

Deixe seu comentário

© 2021 - Revista De Automóvel