O novo modelo Honda SH 300i, vem com todo o conforto para você curtir dia e noite sem pausa, dispõe de uma posição clássica de pilotagem, onde seu assoalho é totalmente reto que proporciona melhor dirigibilidade.

Honda SH 300i
Nova moto Honda SH 300i (Foto Divulgação)

A Honda tem dominado a base (formada por scooters de até 250 cm³) com 80% das vendas, dentro deste nicho de mercado. Mas, entre os modelos maiores e mais equipados, a montadora não tinha produto algum para competir.

Veja Também

⇒  Rider Wanted 2021: inova com uma viagem dos sonhos

⇒ Peugeot tem pretensão de voltar ao mercado de motos

De acordo com a própria Honda prevê, o SH chega, com um produto de nicho, ou “premium”, que deverá custar entre R$ 23 mil e R$ 24 mil em versão única, como justificativa do valor, a marca reforça que o scooter vem equipadão: traz freios ABS, chave presencial e iluminação por LEDs, entre outros luxos e detalhes.
E também porque muita parte vem da Itália, para montagem e nacionalizado em Manaus (AM). Mas aos poucos, e de acordo com o volume de vendas alcançado, com isso a Honda espera incorporar mais componentes nacionais, de forma a baixar seu valor.

Design clássico e elegante da Honda SH 300i

Honda SH 300i
Design clássico e elegante da Honda SH 300i (Foto Divulgação)

O modelo SH 300i tem assoalho plano aliado a rodas de 16 polegadas, algo bastante incomum em modelos maiores, com uma solução original dos scooters pioneiros que permite posição de pilotagem mais relaxada, maior proteção para as pernas e também a opção de transportar bagagens junto dos “pisantes”.

Mas tem a atuação com menor jogo de cintura em curvas e desvios, em relação aos modelos com espaços nas laterais e na dianteira, nos quais as pernas vão esticadas.

Com o impacto e encorpado, vem equipado com iluminação por LEDs, inclusive com vistosas luzes de posição diurnas.

Honda SH 300i
Iluminação de LED da Honda SH 300i (Foto Divulgação)

O acabamento geral feito com bastante cuidado, com materiais que passam a percepção de qualidade, com faixas cromadas na dianteira e nas laterais; além de pedaleiras retráteis e de alumínio para o passageiro.

Seu painel é completo e informa temperatura do líquido do motor, médias de consumo e hodômetros.
Mais uma novidade são os espaços para bagagens, há um pequeno porta-objetos do lado esquerdo do painel, além disso, um gancho frontal, que permite pendurar sacolas ou mochilas, e abaixo do banco, o espaço de 16 litros permite guardar um capacete grande. Além disso, vem com tomada 12V e uma “baia” para o celular carregar quando em movimento de luz de cortesia, um item barato e importante.
Praticidade diária

Com algumas Comodidades apresentadas:

  • Assento alto (80,5 cm do solo), o SH acolhe melhor os que medem a partir de 1,70 m.
  • Largo e confortável, o banco traz uma limitação na lombar que divide o espaço com o garupa.
  • O assento do carona é amplo e conta com generoso rack para apoiar as mãos e amarrar bagagens – bem como instalar um baú tipo top case

O compacto motor fica em posição central, abaixo do porta-capacete.
Tanque de combustível, por sua vez, fica na traseira – e não na frente do piloto, como em diversos scooters.
O reservatório comporta apenas 9,1 litros, mas por conta do consumo contido em torno de 30 km/litro, que permite boa autonomia.

 

Fonte: Motoline

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui