Nova Ferrari Roma parceria entre Japão e Itália

Ferrari Roma é a fusão perfeita da cultura japonesa e do estilo italiano

ferrari roma 3

Esse é sem dúvida um dos modelos mais legais da Ferrari lançados nos últimos anos.

Tem um design muito limpo e elegante que o torna muito reconhecível. Vimos muitos kits legais, os melhores dos quais vêm de sintonizadores legados como Novitec e Mansory.

Mas ainda é a nova Roma exclusivo projetado pelo departamento sob medida da Ferrari que realmente leva o carro a um nível totalmente novo.

Fusão da cultura japonesa e design italiano

ferrari roma 6

Essa versão única da Ferrari é o resultado de uma colaboração entre os fundadores da premiada publicação independente norte-americana Cool Hunting, e o showroom Ferrari made em Nova York.

A dupla voltou de várias viagens de pesquisa ao Japão, onde estudaram o artesanato tradicional do país e os métodos de fabricação.

Eles queriam transferir seus novos conhecimentos para algo verdadeiramente especial, então projetaram esta Ferrari Roma que é a única.

ferrari roma 7

Então, para encerrar: estamos olhando para um carro esportivo italiano projetado por dois americanos com elementos da cultura japonesa – que tal dar uma reviravolta?

Visualmente, este Roma único tem uma cor única: chama-se “Indigo Metallic” e é inspirado no tradicional corante índigo japonês.

A mesma cor também foi aplicada ao tecido sakiori usado para o acabamento do assento e do tapete do carro.

Outra característica muito legal dessa Ferrari Roma único foi o título recebido. É feito usando o mesmo método de seda ou algodão que tem sido usado para decorar quimonos e faixas por séculos.

ferrari roma 5

O trabalho começou em Kyoto, e duas peles diferentes foram coloridas separadamente: uma para combinar com o exterior do carro e a outra pintada à mão usando o método Roketsu.

Ambos são enviados para a Itália, onde são cortados em tiras e tecidos à mão por artesãos italianos usando um processo chamado intreccio. O resultado é uma experiência verdadeiramente única para quem está sentado no carro.

Nenhuma mudança foi feita sob o capô, mas não é como se os romanos realmente precisassem delas.

Ele tem o mesmo motor do Portofino M: um V8 biturbo de 3,9 litros que produz 612 cavalos de potência e 561 libras-pés de torque.

cropped-ferrari-roma-2.webp

É verdade que não é o motor da Ferrari mais potente do mercado, mas ainda é bom o suficiente para acelerar o 2+2 Grand Tourer de 0 a 60 mph em 3,4 segundos e atingir uma velocidade máxima de 199 mph.

 

SOBRE O AUTOR
Yasmin Vitoria
Sou amante de carros e motos desde sempre, hoje compartilho conhecimentos com todos vocês. Adoro escrever sobre diversas coisas, mais hoje faço parte da equipe do site revista de Automóvel. Aqui nosso intuito tentar levar os melhores artigos sobre carro, caminhão e motocicletas.
RELACIONADOS

Deixe seu comentário

© 2022 - Revista De Automóvel