O que levou o aumento de preços dos veículos em 2021?

Desde o começo da pandemia do Coronavírus, o aumento de preços dos veículos não parou de subir aqui no Brasil.

Atualmente, com os reajustes, um carro compacto zero-quilômetro pode chegar a custar mais de R$ 100 mil.

aumento de preços dos veículos

Por que teve muito aumento de preços dos veículos?

E o detalhe disso tudo, é que esses carros antes da pandemia, considerado populares custavam cerca de R$ 50mil.

Ou seja, alguns veículos tiveram aumento de mais de 100% do seu valor.

Além disso, o aumento de preços dos veículos usados é de 13,04%, em relação ao mesmo período em 2020.

Em vista disso, veja a seguir o que levou o aumento de preços dos veículos em 2021.

1 – Paralisação de fábricas por falta de semicondutores

Com a produção concentrada na Ásia de muitos veículos, a escassez mundial de microprocessadores levou à interrupção na produção de veículos de várias marcas no Brasil ao longo do ano.

Por causa desse problema, diminuíram o número de veículos zero-quilômetro nas concessionárias, ficando insuficiente para atender a demanda.

Desse modo, tal desequilíbrio entre oferta e procura tradicionalmente eleva os preços de determinado produto.

2 – Baixo estoque de usados e seminovos

Os estoques de seminovos e usados em concessionárias e lojas independentes estão baixos também, sendo outro fator para elevar os preços.

Ao subirem os preços, concessionárias e lojistas independentes compensaram a expressiva queda no volume de veículos comercializados. Então, com isso, eles podem bancar os custos de operação e manter o negócio sustentável.

3 – Aumento do ICMS em SP

O governo paulista, que possui 30 milhões de veículos em sua frota, elevou no começo deste ano as alíquotas de ICMS tanto para carros zero-quilômetro quanto para usados.

Desse modo, os preços praticados no Estado ficaram mais altos na comparação com outras unidades da Federação.

Veja Também

⇒ Como imprimir licenciamento de veículos pelo app CRLV Digital

⇒ Aluguel mensal de automóveis para trabalhar no Uber é uma das melhores opções?

Mas, depois do aumento, em janeiro de 2022 deve haver uma redução de impostos.

4 – Pressão de insumos e logística

Outros insumos e serviços essenciais usados na produção de automóveis também ficaram mais caros nos últimos dois anos. O que, portanto, causa o aumento de preços dos veículos.

Nesse sentido, veja a seguir a apresentação da Anfavea para a imprensa realizada em março:

  • De janeiro de 2020 a janeiro deste ano o valor do aço no Brasil teve elevação de 61%;
  • Resinas e elastômeros saltaram 68% de dezembro de 2019 a dezembro de 2020;
  • O frete aéreo, por sua vez, teve alta de 105% entre janeiro do ano passado e o primeiro mês deste ano;
  • Por fim, o frete marítimo apresentou acréscimo de 339% no mesmo período.

Além disso, houve o aumento do valor da eletricidade, que está subindo pela escassez de chuvas, que afetam a produção das hidrelétricas.

Considerações finais

E você, o que acha do aumento de preços dos veículos no Brasil e no mundo em 2021?

Com toda certeza, fora o fechamento dos mercados, diversos outros fatores influenciaram diretamente ao aumento dos novos e usados do país.

Nos vemos em breve.

RELACIONADOS

Deixe seu comentário

© 2021 - Revista De Automóvel