PCD: teto de R$ 140 para carros zero sem IPI

A Câmara dos Deputados aprovou ontem (2) a Medida Provisória 1.034/21 , que intensifica limita o custo dos automóveis PCD novos comprados com imunidade de IPI (Imposto sobre Itens Industrializados) por fregueses PCD (indivíduos com carência). A matéria será agora enviada ao Senado. Caso os senadores também aprovem a MP, ela prosseguira para sanção do governante Jair Bolsonaro.

Aceito pelagens deputados federais , o redação do relator, deputado Moses Rodrigues ( MDB-CE ), dobra o parte superior para a dispensa do IPI originalmente proposto pela Presidência da Governo – que era de R$ 70 mil e foi elevado a R$ 140 mil. Vale salientar que até o princípio de março, quando a providência passageira transpôs em vigor, não havia término de custo para o IPI , um imposto federalista. Já a não recolhimento de ICMS, tributo estadual, segue restrita a meios de transporte com custo embaixo de R$ 70 mil.

A limitação relativa ao IPI vale até 31 de dezembro de 2021. Outra alteração incluída pelo relator da Dimensão Passageira 1.034/21 autoriza a aplicação do privilégio fiscal pelas indivíduos com carência auditiva. Afora disso , daqui em frente o privilégio somente poderá ser empregado a cada três aninhos , e não mais a cada dois aninhos, como era na Legislação 8.989/95. Essas normas têm vigência imediata. O redação original da MP enviada por Bolsonaro previa conter novinha dispensa ao época de quatro anos.

Afora de modificar regulamento correlacionadas a viaturas PCD, a decorrer passageira também cresce a tributação de entidades financeiras e reduz incentivos tributários da indústria química. A ideia é compensar a diminuição de tributos sobre o óleo diesel e o gás de copa. Não há automóvel automático embaixo de R$ 70 mil A MP 1.034/2021 não foi bem recebida por entidades representativas de cidadãos com déficit, que se mobilizaram para alterar o artigo original.

“O artigo da MP foi um falha e uma injustiça contra a indivíduo com déficit. O parte superior fixado quase eliminava a chance de fregueses PCD ou parentes adquirirem um automóvel interior das atributos mínimas essenciais para receber suas desprovimentos “, critica Rodrigo Rosso , governante da Abridef (Clube Brasiliana da Indústria, Mercancia e Trabalhos de Modernização Assistiva). Rosso reforça sua posicionamento ao citar que , no supermercado brasiliano , não há alternativas de meios de transporte automáticos embaixo dos R$ 70 mil.

“Isso afeta sem desvios o permissão de ir e surgir da indivíduo com déficit , uma vez que o vantagem há por fatura do situação admitir que é impossível receber a nação nacional com um condução comum acessível”, complementa. E pondera falando que, apesar de não achar o telhado de R$ 140 mil o melhor , esse seria ao menos um custo “honesto”.

Já a troca de descanso menor para a comuta de automóvel , que com o assemelhar de Rodrigues seria de três aninhos, é visão com simpatia por Rosso . ” É uma conduta essencial e encarregado , já que gostosa pedaço dos veículos zero-quilômetro tem garantia de fábrica mediania de três aninhos.

Isso dá uma preservação grande ao utilizador com déficit e seus parentes”. Caso seja aceita provada no Senado, ainda que com alterações, a tamanho passageira será enviada à Presidência da Governo para sanção. O governante tem a vantagem de barrar o redação parcial ou integralmente, caso discorde de eventuais alterações feitas no Assembleia.

Fonte: UOL

SOBRE O AUTOR
Yasmin Vitoria
Sou amante de carros e motos desde sempre, hoje compartilho conhecimentos com todos vocês. Adoro escrever sobre diversas coisas, mais hoje faço parte da equipe do site revista de Automóvel. Aqui nosso intuito tentar levar os melhores artigos sobre carro, caminhão e motocicletas.
RELACIONADOS

Deixe seu comentário

© 2022 - Revista De Automóvel