Picape Nikola Badger: primeiro modelo a contar com a parceria GM

Uma parceria estratégica feita entre a GM e a Nikola Corp, para desenvolver veículos elétricos nos Estados Unidos, a aguardada picape revolucionária da Nikola.

Picape Nikola Badger
Picape Nikola Badger junto com GM (fOTO dIVULGAÇÃO)

A General Motors  adquiriu 11% da fabricante de elétricos, Nikola Corp por US$ 2 bilhões.

As empresas juntas vão trabalhar nessa picape Nikola Badger, com previsão para iniciar a produção até o final de 2022.

A picape ai competir com o Cybertruck da Tesla, além das picapes elétricas planejadas pela Ford e a própria GM.

Veja Também

⇒ Conheça Top 10 carros mais baratos do Brasil no ano de 2020

⇒ BMW 325i: o melhor BMW modelo antigo por menos de R$ 30.000?

Com o diferencial da picape Badger, que terá autonomia de cerca de 950 km, bem maior que o alcance da Cybertruck, que é de cerca de 800 km.

Atualmente nos Estados Unidos, não há picapes elétrica à venda, a Cybertruck e outras rivais ainda não foram lançadas.

Picape elétrica Nikola Badger vai ter tecnologia GM

Picape elétrica Nikola Badger
pARTE DENTRO DA Picape elétrica Nikola Badger (fOTO dIVULGAÇÃO)

Com a perspectiva da utilização dessa tecnologia e componentes da GM, a Nikola investir no desenvolvimento dessa picape, e nos próximos modelos.

Assim a Nikola Badge recebe de imediato décadas de manufatura e conhecimento, propulsão elétrica testada e validada, engenharia de classe mundial e um investidor de confiança. Isso porque o interesse maior da GM é ver a Nikola bem-sucedida.

Na sua composição, vai ser usado as baterias Ultium da GM, com o sistema Hydrotec de célula de combustível a hidrogênio. A GM terá a responsabilidade das vendas e marketing para a Badger quando a picape começar a ser produzida no 2022.

Devido esta enorme injeção de capital, tecnologia e componentes, a Nikola prevê uma economia de mais de quatro mil milhões de dólares em custos relacionados com sistemas de propulsão elétrica na próxima década. Sem falar, no mais de mil milhões de dólares em custos de engenharia e homologação.

Por isso a urgência dos esforços da presidente-executiva da GM, em convencer os investidores de que a GM pode cortar custos em seus negócios tradicionais, para desenvolver em um negócio viável de veículos elétricos e lucrativos, para competir com a Tesla.

O acordo das companhias foi feito da seguinte forma, A GM, receberá US$ 2 bilhões em ações recém-emitidas da Nikola, também nomeará um elemento para o conselho de administração da Nikola e, em troca, a Nikola vai utilizar as baterias de ultium da GM e células de combustível.

Como a GM trabalha em sua própria linha de picapes, que serão vendidas sob a bandeira Hummer. Foi surpreendente a compra da sua parte da nikola, isso quer dizer que as picapes poderão não concorrer diretamente, pois as Hummer são ligeiramente menores do que a Badger.

O porte da Badger é próximo ao de uma Ford F-150 com motores elétricos de até poderosos 910 cv., sua autonomia pode beirar os 1.000 km na versão a hidrogênio e 500 km na picape movida apenas a bateria.

A picape da Nikola, tem data de apresentação, que ocorrerá de forma pouco usual. Já a Badger deverá ser mostrada ao público em dezembro deste ano, num evento chamado Nikola World 2020.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui