Quer compra moto usada? Temos 10 modelos excelentes para você!

Você sabia que comprar uma moto usada pode ser um grande benefício? Isso porque não só oferece uma grande economia para os compradores, mas também oferece os mesmos resultados.

Sim, as bicicletas novas serão mais caras em 2021. Também semi-novas. Portanto, a demanda por motocicletas usadas baratas aumentou acentuadamente nos últimos meses. Se você é o grupo de pessoas que busca comprar uma motocicleta usada e está com um orçamento de até R $ 10.000, este artigo é para você.

Motos Usadas por até R$ 10.000

Listamos aqui 7 diferentes marcas e segmentos de motocicletas que podem ser boas opções. Além disso, consideramos modelos com vida útil de 5 a 10 anos. Por fim, tomamos como parâmetro os preços da tabela da Fipe, que representam um valor médio cobrado pelas lojas e pessoas físicas. Boa sorte com sua escolha.

Hoje em dia, muitas pessoas preferem comprar motocicletas usadas por razões de economia em termos financeiros. No entanto, é extremamente importante comparar preços e também prestar atenção ao estado da motocicleta antes de comprar.

1. CG 160 Titan (R$ 10.930)

moto usada

Essa moto usada e a queridinha da galera

Iniciamos a lista de motos usadas por até R$ 10.000, que quase extrapola nossa alta. Isso porque o Titan 160 custou em média quase R $ 11 mil em 2016, mas ainda não chegou lá – ainda.

O ano de 2016 foi muito importante para a família CG por marcar seus 40 anos de sucesso no Brasil. Foi aqui que foi lançado o CG 160 Start e, em alusão aos quatro anos de aniversário, foi lançada uma edição especial do Titan – já como modelo 2017.

Veja Também

⇒ Motos Velozes – Veja esta lista com as motos mais rápidas do mundo

⇒ Índian lança moto ilimitada Jack Daniel’s

Portanto, o Titan 160 Em termos mecânicos, 2016 é quase um gêmeo da geração atual. É movido por motor flex de 162 cm³ e 15,1 HP e 1,54 kgf.m (em etanol), possui injeção eletrônica e partida elétrica. Os freios têm disco na frente, mas ainda não tinham recebido o sistema CBS. Belo revestimento no tanque e aros de alumínio.

2. Scooter até R$ 10.000: PCX 2015 (R$ 10.486)

moto usada

Uma boa opção de moto usada para compra

Em 2015, a PCX já era a líder isolada de vendas na categoria. Vendeu quase 23.000 unidades no calendário, em comparação com pouco mais de 7.000 no segundo lugar, Lead 110 – rival direto NMax não viria até 2016, mas sem comprometer o primeiro lugar no PCX.

Este ano estreou a segunda geração da scooter (como modelo 2016), que tinha uma suspensão traseira mais confortável, um novo visual e um farol LED. O painel também era novo, com tela LCD e displays analógicos. Outra novidade foi a introdução da entrada USB.

No entanto, o predecessor (modelo 2015) também tinha seus trunfos. O motor já era refrigerado a líquido, tinha uma potência de 13,6 cv e tinha o sistema de marcha lenta (que desliga a motocicleta nos semáforos). A economia foi outro ponto positivo com valores médios de quase 40 km / litro. Lembre-se de nossa revisão.

3. Yamaha Crosser 2014 (R$ 8.259)

moto usada

Aquela moto usada que vale ouro

A Crosser foi lançada em 2014 após o sucesso recente da marca, a Fazer 150 trouxe o mercado. Era (e é) movido pelo mesmo motor da estrada, com 12,2 HP e 1,28 kgfm de torque (gasolina), injeção eletrônica e sistema flex.

Der A propósito, a pequena trilha Yamaha continuou praticamente sem mudanças relevantes desde então. Em 2014, seus principais atributos foram a suavidade do motor, o bom acabamento (incluindo painel e painéis) e o conforto que beneficia do sistema de guidão na parte traseira.

4. Honda CBX 250

moto usada

Aquela moto usada muitos querem ter

A Honda CBX 250 Twister é a motocicleta ideal para quem quer andar na cidade e na estrada. É um dos modelos mais vendidos da Honda, pois oferece aos seus usuários um design moderno, equipamentos tecnológicos e boa economia de combustível também valorizam seus preços. Como resultado, existem atualmente apenas algumas motocicletas de 250cc com vida útil de até 10 anos e que custam R$ 10.000 ou menos. Uma das opções é a Yamaha Fazer 2012.

O modelo já foi um dos maiores sucessos da marca no Brasil em 2012, com seis anos de mercado e boas vendas. Estava na segunda geração (com um visual inspirado no XJ) e acabara de ganhar um motor bicombustível chamado BlueFlex.

5. Dafra Citycom 300 2012 (R$ 10.552)

Nossa lista de boas motos usadas por até R $ 10.000 não poderia deixar de lado a scooter média. E nada melhor do que apresentar a então líder do setor Dafra Citycom 300 2012.

O modelo chegou ao país dois anos antes e surpreendeu positivamente em nosso teste. Logo se tornaria gerente de vendas em um segmento que apenas dez anos depois despertaria o interesse das maiores marcas Yamaha e Honda com o XMax 250 e Forza 350 – previsto para 2021.

Ou seja, a Citycom foi uma precursora. Suas rodas grandes (16 polegadas) e a potência de seu motor de 23 cv e torque de 2,35 kgfm tornam-no ágil na cidade e domina as rodovias mesmo com uma traseira. Outros pontos fortes são o conforto e a estabilidade, mas o consumo poderia ser melhor. No teste atingiu a média de 25 km / litro.

6. Kawasaki D-Tracker 2011 (R$ 8.479)

A proximidade com a D-Tracker X não é a bicicleta mais barata em nossa lista, mas certamente a mais raro de ser visto em cidades e rodovias. Isso porque o motociclista japonês ficou no Brasil apenas dois anos, 2010 e 2011, e nos deixou após adquirir míseros 377 unidades.

Mas não se deixe enganar pelos números, ele tinha muitas propriedades. Rodas raiadas de 17 polegadas, suspensão dianteira invertida (curso de 230 mm) com opções de ajuste e um grande disco de freio de 300 mm na dianteira. O motor era refrigerado a líquido, pesava 249 cm³ e desenvolveu 22 HP ae 2,1 kgfm de torque. Também possuía painel de controle digital, injeção eletrônica e caixa de câmbio de seis marchas. Com muita sorte e perseverança, você poderá encontrar um à venda.

7. Cometa GTR 250 2013 (R$ 10.430)

É possível comprar uma moto esportiva por até R$ 10.000 para comprar? Sem motores de quatro cilindros e marcas tradicionais, sim. Uma das opções praticáveis ​​é o Cometa GTR 250 em seu ano de despedida de 2013.

Acionado por motor V de 2 cilindros e potência máxima de 26 cv a 10.000 rpm, o modelo tem garantia de diversão em estradas sinuosas. Além do visual que se aproxima muito do seu irmão de 650 cc, o esportivo se caracteriza por sua suspensão dianteira invertida e freios a disco duplos na dianteira.

8. Honda Bros 150

O Honda Bros 2020 é um dos favoritos da marca Honda. Para quem gosta de enfrentar desafios, é uma bicicleta on / off road! Suas características de segurança e conforto são super robustas. Seu motor de 149,2 cc gera até 14 cv.

9. Yamaha YS 250 Fazer (R$ 7.200)

Um modelo de motocicleta igualmente esportivo, a Yamaha Fazer 250 2020 também é bem-sucedida em uso. É uma ótima opção para quem busca uma bicicleta que seja simples, mas que ofereça segurança e conforto durante a condução.

O motor de injeção eletrônica de 249 cc produz até 21 cavalos de potência. Você pode encontrá-lo usado a um preço a partir de R$ 7.200,00.

Honda CB 300R


10 Motos Usadas para Comprar em 2020 – Outro modelo Honda muito procurado por quem quer comprar motos usadas é a CB 300R. A alta demanda se deve ao design, aos equipamentos modernos e ao consumo econômico. Ele é equipado com um motor de 1 cilindro de 291,6 cc e tem uma potência de até 26,5 cv.

Rate this post
SOBRE O AUTOR
Yasmin Vitoria
Sou amante de carros e motos desde sempre, hoje compartilho conhecimentos com todos vocês. Adoro escrever sobre diversas coisas, mais hoje faço parte da equipe do site revista de Automóvel. Aqui nosso intuito tentar levar os melhores artigos sobre carro, caminhão e motocicletas.
RELACIONADOS

Deixe seu comentário

© 2021 - Revista De Automóvel