Segurança no trânsito: você sabe como se cuidar?

Segurança no trânsito: você sabe como se cuidar?

Turbi e Zul+ respondem as perguntas mais frequentes sobre como se comportar enquanto dirige

São Paulo, maio de 2022 – Dirigir é uma tarefa quase que diária para parte da população brasileira, mas muita gente ainda não sabe sobre seus direitos e deveres no trânsito, o que pode causar acidentes. Apenas em 2021, foram mais de 878 mil acidentes no país, que conta com uma frota ativa de mais de 73 milhões de veículos, segundo dados do Registro Nacional de Acidentes e Estatísticas de Trânsito (Renaest). Para conscientizar os motoristas sobre os altos índices de mortos e feridos no trânsito, o movimento Maio Amarelo: juntos salvamos vidas, foi lançado. Apoiando o projeto, o Zul+, plataforma criada para ser a melhor companhia para quem dirige, e a Turbi, empresa de tecnologia de locação de veículos 100% digital, responderam as perguntas mais frequentes sobre segurança no trânsito. Confira:

  • Dirigir devagar demais pode causar acidentes?

Sim. Dirigir devagar demais pode ser tão perigoso quanto andar em alta velocidade. Andar abaixo da velocidade indicada também é considerado infração média, com multa de R$ 130 e punição de quatro pontos na carteira. Segundo o Código de Trânsito Brasileiro, não é permitido transitar com o veículo em velocidade inferior à metade da velocidade máxima estabelecida para a via. Ou seja, se a velocidade máxima é de 80 km/h, você não pode dirigir a menos de 40 km/h, pois será considerado que está retardando ou obstruindo o trânsito, a não ser que você esteja na faixa da direita, enfrentando condições adversas de tráfego ou meteorológicas. Dica: caso esteja chovendo ou com neblina, o condutor não só pode como deve andar mais devagar. Se for necessário reduzir a velocidade, use as faixas da direita e deixe as da esquerda para quem está indo mais rápido.

  • Como funciona a preferência nas rotatórias?

O Código de Trânsito Brasileiro (CTB) define que a preferência é sempre de quem já está trafegando na rotatória. A exceção é se houver sinalização indicando a preferência em algum dos sentidos, ou seja, a placa triangular com símbolo vermelho. Caso haja dúvida se há ou não preferência, aconselha-se a deixar o outro carro passar para evitar um possível acidente. Se houver um pedestre, a preferência é sempre dele.

  • Como funcionam as ultrapassagens?

Quanto às ultrapassagens, elas devem ser feitas sempre pela esquerda. Essa é, inclusive, infração média, com multa prevista de R$ 130,16 e quatro pontos na Carteira Nacional de Habilitação (CNH) caso deixe de ser cumprida. Existe uma exceção, caso o carro da esquerda esteja sinalizando que entrará em uma garagem, por exemplo. Importante é entender o que é considerado uma ultrapassagem no código de trânsito. Basicamente, é o movimento de mudar de faixa para ultrapassar um carro em menor velocidade e retornar à faixa de origem. Não dar passagem na esquerda, quando solicitado, também é infração média, com a mesma multa de R$ 130,16 e quatro pontos na carteira. Essa regra é válida mesmo se o carro de trás estiver acima da velocidade permitida.

  • Dirigir na neblina. Quais cuidados tomar?

O primeiro é desacelerar e diminuir para uma velocidade que deixe o condutor mais seguro. Além disso, aumentar a distância entre o carro que está à frente é fundamental. Caso seja preciso, saia das faixas da esquerda que são as mais rápidas. O motorista pode se guiar também pelas faixas pintadas no asfalto, mas sem deixar de prestar atenção a quem está à sua frente – um carro desacelerando, por exemplo. Ligue os faróis baixos (nunca os altos), porque o reflexo na neblina torna ainda mais difícil de enxergar. E nunca ligue o pisca alerta, que só deve ser usado por veículos parados. Se precisar parar, procure um posto de combustível ou outra alternativa, já que o acostamento não é seguro nesta situação. É importante ainda ter o carro com a manutenção em dia, fazer a regulagem dos faróis, verificar a luz de freio, pisca alerta, o bom estado dos pneus e dos freios. Não esqueça de manter a manutenção das palhetas do limpador de parabrisa.

  • Qual a distância mínima para manter do carro da frente na estrada?

O Código de Trânsito Brasileiro não estabelece uma distância mínima, mas andar muito colado no carro da frente é uma infração grave, com multa de R$ 195 e cinco pontos na carteira de habilitação. Para saber qual a melhor distância do carro da frente, imagine a situação do condutor brecar de repente, quanto tempo você precisará para parar também? Para isso, é preciso levar em consideração vários fatores como a velocidade do automóvel, o peso do veículo, o tipo do freio, além das condições do pavimento. O mais seguro é manter a distância de um carro a cada 20 km por hora. Por exemplo, se o motorista está a 60 km/h são três carros de distância do motorista da frente. Uma outra dica é a chamada regra dos dois segundos: escolha um ponto fixo à beira da via ou da estrada e comece a contar pausadamente quando o veículo da frente passar por ele até que você também chegue nesse ponto. Se esse tempo for de dois segundos ou mais, a distância é segura.

  • Quais cuidados devo tomar ao dirigir em regiões com muita chuva e risco de alagamento?

Dirigir na chuva com segurança depende de uma série de ações que começam inclusive antes de enfrentar tempestades. Por exemplo, você deve ter os pneus e as palhetas do limpador de parabrisa em bom estado. Na hora do temporal, reduza a velocidade, mantenha uma distância segura do carro da frente, acenda o farol baixo e evite freadas bruscas e curvas rápidas. Em caso de aquaplanagem, que é quando o pneu do carro perde o contato com o solo por causa de uma lâmina de água, não freie e nem mude de direção, segure firme no volante e tire o pé do acelerador até recuperar o controle. Se você perceber qualquer risco de alagamento, procure um lugar mais alto para esperar até a situação melhorar. Se a água já estiver passando do meio da roda, já não é mais seguro dirigir, até porque não é possível saber a profundidade ou se há buracos ou obstáculos na via. Mas se for obrigado a rodar nessas condições, acelere para manter a rotação do motor alta e não troque de marcha. Também evite andar atrás de outros carros, principalmente ônibus e caminhões, já que eles provocam ondas muito grandes que podem piorar a situação. Considere a possibilidade de abandonar o carro, afinal a sua segurança é mais importante do que qualquer coisa.

  • Qual a melhor forma de ajustar os retrovisores?

Para ajustar os retrovisores do carro, comece regulando o banco do motorista para achar a posição mais confortável. Depois disso, abra a visão dos retrovisores ao máximo e vá fechando o ângulo deles até que uma parte da traseira do carro apareça no reflexo. Se aparecer uma parte muito grande da lateral do carro é porque você está aumentando o chamado ponto cego e também o risco de acidentes. Já o retrovisor interno precisa refletir a maior área possível do vidro traseiro. Evite colocar no tampo do porta-malas objetos que atrapalhem a visão, como sacolas ou bolsas. O melhor é que não seja necessário ficar mexendo a cabeça ou o corpo para conseguir enxergar os reflexos. Uma curiosidade é que hoje os carros têm espelhos diferentes: o do lado esquerdo do motorista tem lente plana e o do lado do passageiro, geralmente, é convexo ou biconvexo, que amplia a imagem refletida, e assim, os objetos refletidos também parecem estar mais perto.

Sobre o Zul+

 

O Zul+ é uma plataforma criada para ser a melhor companhia para quem dirige. Lançado em 2017 com o objetivo de atender a demanda de zona azul na cidade de São Paulo, o aplicativo está presente também nas cidades de Belo Horizonte, Salvador, Fortaleza, Cajazeiras, Curitiba e é líder em utilização e experiência para os motoristas. Além da função de estacionamento rotativo, a plataforma oferece serviços de alerta de rodízio com geolocalização, informações de valor de mercado para compra e venda de veículos, alertas de manutenção e concessionárias próximas, seção de tributos para pagamento e parcelamento de multas, IPVA e licenciamento, tag de pedágio sem mensalidade (que permitem viajar e estacionar sem pegar filas), CRLV Digital, acionamento de seguro e pagamento de estacionamento de shopping.

Sobre a Turbi

A Turbi é uma empresa de tecnologia de locação de veículos 100% digital, que surgiu com o objetivo de facilitar e desburocratizar todo o processo de aluguel de carro, mudando o conceito que os usuários possuem com as locadoras tradicionais. Presente nas cidades de São Paulo, Guarulhos, Santo André, São Caetano, São Bernardo, Osasco, Barueri e Taboão da Serra, todos os estacionamentos com Turbi funcionam 24h por dia, durante os 7 dias da semana, assim é possível que o usuário alugue ou devolva o veículo a qualquer hora do dia.

MAIS INFORMAÇÕES PARA IMPRENSA

NR7 Full Cycle Agency

[email protected] | [email protected]

Vinicius Lage ([email protected])

Camila Callegarette ([email protected])

Rejane Rodrigues ([email protected])

Danielle Schiavo ([email protected])

Rafael Cicconi ([email protected])

Ana Laura Oliveira ([email protected])

 

SOBRE O AUTOR
Yasmin Vitoria
Sou amante de carros e motos desde sempre, hoje compartilho conhecimentos com todos vocês. Adoro escrever sobre diversas coisas, mais hoje faço parte da equipe do site revista de Automóvel. Aqui nosso intuito tentar levar os melhores artigos sobre carro, caminhão e motocicletas.
RELACIONADOS

Deixe seu comentário

© 2022 - Revista De Automóvel