Seguro de moto: Como escolher!

O seguro de moto é uma proteção bastante semelhante a dos automóveis. Ele pode ser uma opção mais completa que possui maior abrangência e protege em caso de perda total ou ainda caso a moto sofra danos menores do que 75% a seguradora arca com parte do conserto e o proprietário com outras. Esses são os chamados seguros compreensivos.

Já os seguros não compreensivo são coberturas mais específicas e vendidas de forma separada. Por exemplo: há seguros que cobrem apenas roubo e ,furto e a indenização é dada somente quando a moto não é localizada após um furto.

A segunda opção possui valor menos. Contudo, há seguradoras que só aceitam cobertura compreensiva. As que oferecem cobertura não compreensiva possuem foco somente em roubo e furto. Assim, se algum tipo de coisa ocorrer com a motocicleta, como uma colisão, por exemplo, o dono vai ficar no prejuízo.

Sabendo a diferença entre seguro compreensivo e não compreensivo, o motociclista deve optar por aquele seguro que mais se adequa ao seu perfil e orçamento. A seguir, veja 5 pontos para atentar antes de escolher um seguro de moto:

1. Pesquise sobre o seguro de moto contratado

A apólice e condições gerais são uma espécie de manual do seguro para os motoristas. Nesse documento vão estar listadas todas as condições,itens que possuem e não possuem cobertura, dados sobre o seguro e entre outras informações.

Leia com bastante atenção antes de assinar e em caso de dúvidas peça esclarecimento da seguradora ou até mesmo peça para um advogado fazer a revisão do contrato.

2. Cuidado com golpes

Na hora de procurar por seguros de moto, certamente você vai se deparar com empresas oferecendo sobre o nome de “cooperativa”, “proteção veicular”, associação, etc.

Este é um golpe muito comum chamado “seguro pirata”, que é quando é oferecido um produto parecido com o seguro, mas que não é fiscalizado pela Superintendência de Seguros Privados (Susep).

Ao escolher esse tipo de seguro, você não tem nenhuma garantia de que o que está sendo prometido vai ser cumprido. Portanto, sempre procure por seguros que estejam atrelados à Susep.

3. Escolha uma assistência 24 horas

A assistência 24 horas é um pacote de serviços oferecidos pela seguradora para caso de imprevistos. Entre esses serviços estão chaveiro e guincho em caso de pane seca e pane elétrica.

Quanto maior o número de serviços, maior o preço. Por isso, fique atento aos planos disponíveis.

4. Compare as seguradoras

Fazer a comparação entre os valores e benefícios oferecidos é a melhor forma de garantir o melhor seguro para a sua moto.

Em seguros compreensivos que cobre a perda parcial, ou seja, quando o veículo tem perdas menores do 75% do valor do veículo, o consumidor deve pagar a franquia que é equivalente ao pagamento de uma parte do conserto do veículo avariado.

Veja Também

⇒ Para comemorar centenário, Suzuki mostra edição comemorativa da GSX-S 750

⇒ Yamaha divulga lançamento de motocicleta elétrica para motocross

Há diversos tipos de franquias. Quanto maior for a franquia a ser paga em caso do sinistro, menor será o valor do seguro e vive-versa. Analise os preços e compare os valores entre as seguradoras para escolher aquele que melhor lhe couber.

5. Atenção para motocicletas de uso comercial

Há seguradoras que não realizam coberturas para motocicletas usadas para fins comerciais, como as dirigidas para entregas por motoboys.

Isso porque, essas motocicletas rodam bem mais do que uma moto para lazer e, por isso, não dá pra prever as rotas que fazem e os riscos a que são submetida.

Por isso, sempre informe se sua moto é utilizada para trabalho, já que omitir qualquer informação pode fazer com que a seguradora recuse fazer o pagamento da indenização.

Siga nossas dicas e com certeza vai ser mais fácil escolher o seguro de moto ideal para rodar despreocupado!

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui