Versão cupê da Tracker? Saiba tudo sobre esse projeto da GM já em testes

A versão cupê da tracker está sendo chamada de Chevrolet Trax 2023, podendo assumir essa identidade ao chegar no mercado. Contudo, a antiga geração do Tracker continua em produção no Brasil e Coreia do Sul.

Entretanto, essa novidade interessa muito ao mercado brasileiro, pois é uma novidade da Chevrolet para seus próximos modelos como um crossover de estilo cupê.

Com uma camuflagem pesada, o Trax 2023 possui linhas mais esguias que o Tracker atual, podendo ser a opção da GM para atingir consumidores que procuram uma alternativa estilosa, parecida com o antigo Trax e o Trailblazer coreano.

Por fim, para você entender melhor, confira tudo sobre essa nova versão cupê que está dando o que falar.

Valores para a versão cupê da Tracker

Assim como observado pelo site Burlappcar, nos EUA, imagens oriundas da Coreia do Sul mostraram que a diferença entre o Trax e o Trailblazer no mercado americano é de somente US$ 200.

Desse modo, sabemos que o menor sairá de linha por causa de sua idade e preço. Com a proposta nova, o Trax irá retornar como um modelo acima do Trailblazer. Esse modelo não possui nada do SUV que é fabricado no Vale do Paraíba, ou mesmo abaixo.

No segundo caso, o novo Trax começaria a partir por menos de US$ 20.000 (cerca de R$ 100mil na conversão direta) e possui o estilo a seu favor como um diferencial na gama de entrada.

Ao imaginarmos isso, a base do Tracker sino-brasileiro poderia ser usada, e, desse modo, a versão cupê da Tracker medir cerca de 4,30 m.

O SUV que é feito em São Caetano do Sul possui 4,27 m de comprimento e 2,57 m de entre eixos. Ao observar as imagens, a versão cupê da Tracker é maior que o Trailblazer “americano”. Contudo, só dará para saber quanto ele mede no lançamento.

Será se o Chevrolet Trax (a chamada versão cupê da Tracker) vem para o Brasil?

Saiba que muito se tem dúvida a respeito de se esse modelo virá para o Brasil, mas tendo sim fortes chances de se destacar, sendo popularmente conhecido como a versão cupê da Chevrolet Tracker.

De qualquer forma, para o mercado brasileiro, caso tenha o mesmo porte ou pouco mais que o Tracker, seria um oponente para o Volkswagen Nivus, assim como para o Fiat 376.

Com isso, a GM buscaria uma produção argentina de alto volume e valor agregado, que atuaria com o Tracker como o Nivus faz com o T-Cross. O mesmo ocorrerá na Fiat com 376 e 363 (Pulse).

Depois da Nova Montana, um crossover-cupê no lineup da Chevrolet no Mercosul seria outra boa aposta da montadora. Isso especialmente usando os motores CSS Prime 1.0 e 1.2, ambos turbinados e com câmbio automático, é claro.

Considerações finais

Enfim, esses foram os detalhes disponíveis sobre a versão cupê da Tracker.

Por fim, o que você achou sobre essa novidade?

 

Tags
SOBRE O AUTOR
Yasmin Vitoria
Sou amante de carros e motos desde sempre, hoje compartilho conhecimentos com todos vocês. Adoro escrever sobre diversas coisas, mais hoje faço parte da equipe do site revista de Automóvel. Aqui nosso intuito tentar levar os melhores artigos sobre carro, caminhão e motocicletas.
RELACIONADOS

Deixe seu comentário

© 2022 - Revista De Automóvel