Volkswagen Kombi pode chegar a custar até R$ 240 mil

Quando se conversa em séries especiais da Volkswagen Kombi, a mais lembrada no Brasil talvez seja a Last Edition, que marcou o encerramento da manufaturação do meio utilitário e teve 1,2 mil exemplares fabricados. Apesar do elevado tamanho, as objetos menos baterias e mais preservadas da “Derradeira Publicação” chegam a custar em torno de R$ 130 mil no mercearia de carros clássicos.

Volkswagen Kombi muito valiosa

Volkswagen Kombi

Volkswagen Kombi lançada em 2007

Volkswagen Kombi

Volkswagen Kombi muito valorizada essa edição

Volkswagen Kombi

Muito mais que uma Kombi

Porém, há uma “fornada ” bastante mais incomum da Kombi, lançada em 2007, que está tão ou até mais valorizada : são somente 50 automóveis numerados e um deles foi vendido ultimamente por R$ 240 mil – de contrato com colecionadores consultados por UOL Veículos. Trata-se da Kombi Publicação 50 aninhos, fundada exatamente para festejar, 14 aninhos detrás, as cinco décadas de manufaturação ininterrupta do exemplo em área nacional. Caso você não conheça , em setembro de 1957 a Kombi se tornou o pioneiro Volkswagen pátrio.

Em regular, muito a sequência dos 50 aninhos quanto a Last Edition trazem motor 1.4 injetado e refrigerado a água, bem como a pintura “saia-e-blusa”, ou seja , em dois tons – uma exemplo ao visual dos primórdios da Kombi nacional. A pioneira traz pacto das cores vermelha e branquela, quando a segunda comuta o vermelho pelo azul-claro.

De todos os (escassos) exemplares da Kombi 50 Aninhos, o pioneiro está armazenado com pouco mais de 1.000 km no hodômetro em uma garagem da metrópole paulista. A joia, que em tese pode vencer o valor de R$ 240 mil em eventual distribuição, é ao consultor automotivo Flavio Padovan, com bilhetes por montadoras como Ford , Jaguar Land Rover e a própria Volkswagen .

Lá em 201, Padovan era vice-presidente de consumo e marketing da sinal alemã e supervisionou o estreia da Publicação de 50 aninhos. Fã proferido da Kombi , cujo proposta descomplicado e robusto conceitua “genial”, o vigente sócio da aconselhamento MRD Consulting desfrutou e reservou o pioneiro exemplar , que traz placa no quadro com a inscrição 01/50. “Como eram algumas objetos e a procura , gigante, inteira a publicação já encontrava-se vendida anteriormente mesmo de ser fabricada . Foi educada uma listagem para inscrição de interessados , todos ligados de algum método à Volkswagen. Afora de mim, o repórter Heródoto Barbeiro, por modelo, foi um dos que também garantiram a sua “.

Flavio Padovan realça os “mimos” reservados aos compradores: afora de pintura bicolor da carroceria e da placa com o número de manufaturação no quadro , a Kombi 50 Aninhos traz logotipo especial na tampa traseira e nas portões dianteiras. Também apareceu junto de miniatura e certificado de posse. “Essa Kombi é um automóvel excelente, traz recordações da minha infância. Meu avô maternal tinha uma, bege, e eu apanhava carona com um colega até a educandário a bordo de outra, vermelha e alva como a minha publicação limitada”, salienta Padovan , que presentemente está com 67 anos de faixa etária.

O consultor automotivo não botou a sua à distribuição , porém disse que está aberto a propostas e consciente do custo que o meio pode alcançar – ele reitera já dispor presenciado uma Kombi 50 Aninhos divulgada por R$ 200 mil.

Quem também tem uma um da sequência limitada é André Chun, colecionador de carros excepcionais da Volkswagen. Hoje em dia morando na Alemanha, Chun deixou o seu exemplar no Brasil, simultaneamente com o resto da coleção. Ele disse que um colega é o adquiridor da um de R$ 240 mil referida ao alto e realça que os valores têm elevado no venda brasiliano. Para Chun, logo depois da Kombi Corujinha, extremamente desejada e que tem fascinado também compradores da Europa e dos Estados Unidos, a 50 Aninhos é a variante que está permanecendo mais valorizada.

“Há menos de dois anos, os custos dessa publicação único estavam em torno de R$ 130 mil”.

Robson Cimadon, o Alemão, proprietário da mercado de veículos antigos Século 20, faz coro para André Chun ao narrar que a Kombi 50 Aninhos de número 1 pode possuir custo “incalculável”. “Se pedirem o valor que der na ponta, é bem provável que apareçam compradores propensos a quitar”.

Já o colecionador Alexandre Badolato, proprietário de uma Last Edition, e o leiloeiro Joel Picelli, proprietário da Picelli Leilões, têm ponto de vista distinto. “Apesar da sequência de 2007 dispor somente 50 exemplares fabricados, creio que possa alcançar importância parecido com o de uma Last Edition zerada, na parte de R$ 130 mil, talvez um pouco mais”, confirma Badolato.

Já Picelli vai afora e crê que a publicação de despedida lançada em 2013 é mais desejada entre antigomobilistas. “A Publicação de 50 aninhos, apesar de ser bastante mais excepcional, não tem o apelo da tiragem fim de um carro essencial como a Kombi. Ela saiu quando o exemplo ainda era fabricado. No Brasil, creio que essa exemplar de número 1 não vá sobrelevar a sinal de R$ 130 mil. A não ser que apareça um adquirente do Fora”.

RELACIONADOS

Deixe seu comentário

© 2021 - Revista De Automóvel